O “Precioso Bem” de Sérgio Barros



Fonte: Folha de Boa Vista
Texto: Camila Costa
Fotos: Marcelo Seixas


De acordo com o músico, compositor, diretor musical, arranjador e professor Sérgio Barros, a música é uma linguagem única e sem fronteiras. O artista está com seu segundo disco pronto, chamado “Precioso Bem”. O show de lançamento está previsto para acontecer na primeira semana de março de 2012 e contará com a presença de músicos de Roraima e do Ceará.

São doze faixas, em parcerias com letristas de várias regiões do Brasil, incluindo Elias Venâncio, Eliakin Rufino, Zeca Preto, Sérgio Souto, Suely Mesquita e Cacá Farias. O CD traz uma diversidade de linguagens musicais, como: samba, xote, baião, blues, pop, entre outros, permeado pela influência do jazz.



A realização de “Precioso Bem” foi motivado pela Lei de Incentivo à Cultura e a colaboração da Base Artefatos de Concreto, Powerrcop e Amazonas Promoções e Produções de Eventos. “Só foi possível finalizar esse projeto com qualidade e um nível mais profissional por motivo da colaboração dos apoiadores, que acreditam e incentivam a arte. Quero agradecer todos e, principalmente, a figura de Clerlânio por todo apoio”, relatou o músico.


O primeiro disco de Sérgio Barros, chamado “Tudo Pode Ser”, foi produzido em 2004. “Foi um trabalho montado todo em Roraima e que me abriu muitas portas. Foi por causa dele que participei, inclusive, do projeto Pinxinguinha de circulação nacional com grandes nomes da música brasileira. Viajei por diversas regiões do Brasil, com Suely Costa, tive contato com vários músicos que tocavam com, por exemplo, Ivan Lins, Marisa Monte, entre outros, foi muito interessante essa convivência. Foi uma fase muito importante para mim, que me aprimorou como artista. Meu novo trabalho levou praticamente dois anos pra ser montado e foi feito metade em Roraima e metade no Ceará. Ele representa as duas fases da minha vida, me considero um ‘Cearaima’”, revela Sérgio.



Foram mil exemplares do disco produzido. A gravação começou a ser feita no Estúdio Parixara, em Roraima, e finalizado no Casarão Produções e Sávio Dieb Produções, no Ceará. A produção e direção musical ficam por conta de Renato Campos.

Algumas músicas já estão disponíveis em redes sociais e sites, como o www.youtube.com, mas a intenção do artista é deixar todas disponíveis para download. “O CD serve como um cartão de visita, uma espécie de produto para colecionadores, mas todas as músicas serão disponibilizadas para download. O músico Vinícius Tocantins está me ajudando nesse processo. Aos poucos ele vai lançar as faixas em um canal midiático ainda a ser divulgado. É um caminho alternativo que funciona bem, uma visibilidade ótima para que todos conheçam o nosso trabalho”, explicou o músico. “Precioso Bem” já está à venda nas lojas Shopsom ou pelo telefone (95) 8122-5454.

O artista iniciou sua carreira profissional aos 16 anos tocando contrabaixo acompanhando músicos em casas de show, bares, teatros e praças públicas em Fortaleza (CE), sua terra natal. Foi na década de 90 que veio para Roraima, por meio de um convite para fazer um show, e encontrou no Estado a oportunidade de obter uma boa formação musical com base na rica mistura cultural predominante na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana.

“Sou nordestino e lá nós escutamos música o tempo todo: baião, embolada, Xote e etc. Você acaba absorvendo naturalmente a musicalidade do povo nordestino, a natureza, o modo de falar. Eu trouxe toda essa bagagem para cá. Uma pessoa que tenho como influência na minha carreira de músico é o cantor Gilberto Gil. Depois que conheci o disco dele chamado ‘Bando Um’, pensei comigo mesmo: é isso o que eu quero pra mim. Desde então trabalhei em vários meios musicais, participei vários festivais, shows, entre outros”, relatou.

Atualmente é compositor, músico, professor, diretor musical, arranjador, entre outras funções. “Aqui em Roraima já desenvolvi trabalhos em todos os segmentos musicais. Com isso, a gente acaba aprendendo, se aventurando, adquirindo mais conhecimento”, disse ele.
Compartilhe no Google+
    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário