Cena Independente #16 (Abr/2013)




Destaque para Nathalia Ferro, com um trabalho que deve agradar especialmente fãs de Tulipa Ruiz; o rock noventista do Baztian; e o electropop de Apollo, que encerra a mixtape em altíssimo nível.

Como curador do RN na coletânea, o FUGA não poderia deixar de trazer o novíssimo single de uma das mais importantes bandas da cena potiguar: o Talma&Gadelha.














RIO GRANDE DO NORTE: FUGAUnderground 
Talma&Gadelha – Em Nome do Amor
pop

Depois do excelente Matando o Amor (2011), a banda mais querida por público e crítica no RN volta agora com material inédito. Em Nome do Amor é o primeiro single de Maiô, álbum que deve ser lançado no início de maio. Com letra de Luiz Gadelha e Andrea Martins, vocalista do Canto dos Malditos na Terra do Nunca, a música não deve decepcionar os fãs das boas letras e melodias do pop maduro do grupo. Ainda trilhando pelos mesmos caminhos do álbum anterior, Em Nome do Amor só aumenta a expectativa e a promessa por um dos bons álbuns nacionais do ano.
Para quem gosta de: Lulu Santos, Pato Fu, Ludov

















MARANHÃO: Shock Review 
Nathalia Ferro – Instante
alternativo/brega/rock/música latina

Após se consolidar no cenário musical maranhense, a cantora e compositora Nathalia Ferro, conhecida primeiramente por seu trabalho voltado ao reggae, inicia uma nova fase musical em sua carreira, com uma abordagem mais versátil, passeando desde o blues, brega, até o pop e o rock alternativo. Para pontuar com ênfase essa nova fase, surge o primeiro disco da cantora, intitulado Instante, registro o qual contém cinco faixas, gravadas no estúdio Andar de cima, sob a produção musical de Memel Nogueira e de Nathalia Ferro e banda. Instante é um apanhado de composições da cantora e de parcerias com outros compositores e interpretação de canções de outros compositores maranhenses. Contando com o trabalho dos músicos que formam a banda da cantora, João Simas (guitarra), Marlon Silva (baixo), André Grolli (bateria), e com a participação de Dney Justino (teclados), o EP instante foi lançado recentemente em março de 2012, e é uma amostra do primeiro disco da cantora, previsto para ser lançado ainda esse ano.
Para quem gosta de: Otto, CEU, Tulipa Ruiz













PERNAMBUCO: AltNewspapper 
Babi Jaques & Os Sicilianos – Hino a Ninkasi
rock/pop/blues

A banda pernambucana Babi Jaques & Os Sicilianos se autodenominam um grupo de mafiosos sicilianos que vivem em Nostrife, uma ilha fantástica no meio do rio Capibaribe. Além dessa historieta, o grupo também investe em vestimentas que condizem com tal realidade e nos remetem a personagens tirados de filmes do Don Corleone.  O quarteto foi formado em 2009 e desde então já participou de diversos festivais e concursos pelo Brasil e agora se preparam para lançar o primeiro disco cheio, chamado Coisa Nostra. Em Hino a Ninkasi, toda e mistura adquirida pelo grupo em suas experiências pelo Brasil são refletidas em pouco menos que quatro minutos, bem como toda a teatralidade para formação do grupo. Bateria quebrada e bem amarrada, guitarras bem trabalhadas, baixo segurando a onda, teclados divertidos e a potente voz da Babi Jaques, que vez por outra também aparece fazendo percussões.
Para quem gosta de: Los Hermanos, Pato Fu e pop bem feito.













Astronauta Marinho – Fátima Raptada
rock experimental/instrumental

Astronauta Marinho já apareceu na Cena #8, mas o segundo e mais recente EP da banda - o Fartozalê - tá bonitão. O grupo aproveita das cores da cidade de Fortaleza, dos sons das ruas e dos botecos para construir a identidade sonora da banda.
Para quem gosta de: experimentações sonoras, Pata de Elefante













ALAGOAS: Sirva-se 
Baztian – Bright Nights
indie/grunge/emo

Power trio maceioense influenciadíssimo pelo rock dos anos 90 passando pelo indie rock, os primórdios do emo e pegando umas pitadas de grunge. Lançaram recentemente seu primeiro EP You Lovely Giant e saíram em turnê por várias cidades do nordeste. Som coeso e muito bem encontrado, canções em inglês ganham um tom mais emotivo na voz rouca de Caíque Guimarães que também toca guitarra, a bateria de Rodolfo Lima dita o ritmo e o baixo pesadão de Alcyr Vergetti preenche qualquer espaço que pudesse estar faltando na sonoridade dos caras. A resposta alagoana as várias bandas da SubPop e Dischord Records. A música escolhida pra coletânea é Bright Nights, a mesma do primeiro vídeo clipe da banda que você deve assistir porque ficou de primeira!
Para quem gosta de: Dinosaur Jr, Sunny Day Real Estate, Built to Spill

















MATO GROSSO: Factóide 
Esmalthes – Onde Esta o Lobo
rock/blues

As meninas de Cuiabá já tocam há algum tempo juntas, mas 2013 parece ser o ano em que elas fincam de vez sua bandeira na cena local. Acabaram de participar do festival Março Grosso e lançaram seu EP, que foi batizado com o nome da banda.
Para quem gosta de: The Donnas, Sahara Hotnights, Concrete Blonde












GOIÁS: Alice Ilícita 
The Tamerlanes – Choke Up on Words
rock

The Tamerlanes é uma banda goiana que surgiu em 2011, o som dos caras é caracterizado por guitarras limpas, rápidas e com um baixo bem marcante. A musicalidade é influenciada pelo rock inglês bem como pelo indie e alternativo americano. Influenciados por de bandas como The Strokes, Arctic Monkeys, The Beatles, Oasis e Red Hot Chili Peppers. Particularmente acho que eles tem uma pegada bem post-punk.
Para quem gosta de: The Strokes, Arctic Monkeys, Oasis

















BAHIA: El Cabong 
The Gins - Revolution 9 (A.M.)
art rock/indie/garage rock/brit pop

Em seu primeiro EP, a banda The Gins, da cidade de Cruz das Almas, apresenta um trabalho já maduro, com diversas qualidades, mas com produção ainda com ajustes a serem feitos. Compreensível para uma primeira gravação de uma banda de pouco mais de 1 ano de formada. O resultado é, no entanto, animador. Com fortes influências do Beach Boys, com canções doces, corinhos, falsetes, cuidado com a harmonia e arranjos bem feitos, o grupo mostra um aperitivo do álbum que devem lançar ainda este ano. Em alguns trechos, e especialmente nos shows, aparece também uma forte referência do brit pop e dos sons garageiros dos anos 60. O grande mérito do grupo é fazer um rock com as doses certas de pop, com melodias doces, pegajosas, mas que guardam às vezes um certo tom melancólico. Cantado em inglês e com excelentes referências (note o sugestivo nome da música escolhida), é uma das boas novidades já surgidas em 2013 na Bahia.
Para quem gosta de: Beach Boys, Beatles, Kinks, Phil Spector, The Zombies, Oasis












PARAÍBA: Atividade FM 
Burro Morto – Baptista, O Maquinista
rock-psicodélico/afrobeat

Criar, gerar novas experiências sonoras e sensoriais. Esse foi o objetivo de uma reunião com músicos paraibanos, que gerou a formação da Burro Morto. Com groove, funk, jazz e tropicália envoltos de uma atmosfera psicodélica, a banda já lançou dois EPs e o incrível disco Baptista Virou Máquina, que teve uma trilha visual homônima feita por Carlos Dowling para a narrativa que as composições formam.
Para quem gosta de: Macaco Bong e Hurtmold

















SÃO PAULO: Move That Jukebox 
I N C A – Neblina
future bass/ambient/trap

Esqueça, pelo menos por quatro minutos, guitarras, baixo, bateria e a métrica característica do rock e do pop. Com o I N C A, você não tem nada disso. Inclusive, não poderia ser mais diferente. Mas não saia correndo. Dê uma chance ao mundo de Danilo Soares, repleto de texturas frias e ambientações que evocam calmaria e um certo futurismo, com batidas sexy que ecoam pelo espaço e rápidas intervenções de recortes vocais indefinidos. O projeto soltou seu primeiro respiro no começo do ano. E em meados de abril, foi lançado o segundo single, chamado de Neblina. Mais apropriado, impossível.
Para quem gosta de: Flying Lotus, SANTS, Lakim

















RIO DE JANEIRO: RockInPress
Apollo – Taste Of Your Lips
chill/deep/minimal

Apollo é uma dessas novidades inesperadas que, do nada, alcançam 60 mil views no Youtube (assista aqui). Julio Secchin dirige o clipe e a música tem produção de Leo Justi, juntando várias pontas de uma mesma cena numa só produção. Ainda não há informações sobre EP ou lançamentos posteriores, mas é ficar de olho neste trabalho tão interessante e tão contemporâneo à movimentação musical do estado atualmente.
Para quem gosta de: Secchin, People I Know, Opalla


Escute as músicas abaixo:




Faça o download da mixtape aqui!


Compartilhe no Google+
    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário